segunda-feira, outubro 25, 2004

GREG DULLI ADERE À CABALA

Depois da nega de Missy Elliott, Madonna sentiu necessidade de conquistar adepto difícil.

Greg Dulli, líder dos desaparecidos Afghan Whigs e mentor dos Twilight Singers, é o mais recente convertido aos méritos da Cabala, um tipo de misticismo judaico que tem atraído numerosas celebridades, com Madonna à cabeça.
Foi, de resto, a material girl - desanimada pela nega que Missy Elliott lhe terá dado - a aliciar Greg Dulli para o clube da pulseirinha vermelha. "Ela sentia necessidade de conseguir o impossível, como tem sido habitual ao longo da sua carreira", explicou a representante da estrela, referindo-se decerto ao facto de Madonna se ter notabilizado como cantora quando até a portuguesa popularmente conhecida como "a Sara dos Morangos" lhe leva a palma em termos de voz. "O Greg Dulli pareceu-nos uma boa escolha, agora que a Samantha Fox se retirou e o Michael Douglas já não é o rebarbado de outros tempos", conclui a porta-voz de Madonna.
Contactado pelo IM, Greg Dulli confirma a notícia, esclarecendo os motivos por detrás da sua decisão: "Depois do disco de versões com os Twilight Singers, percebi que os meus níveis de libido tinham batido no tecto, o que além de pouco higiénico, cansa um bocado. A Madonna veio ter comigo e, depois de me explicar que o marido é ciumento, lá me convenceu a aderir àquela cena. Acho que vai ser fixe, para desenjoar um bocado", crê Greg Dulli.
O vocalista não teme que a adesão à Cabala entre em choque com a sua característica rambóia - recorde-se que, em entrevista recente à Mondo Bizarre, o norte-americano confessou-se interessado em ingressar na indústria dos filmes pornográficos. "Não vejo o que é que uma coisa tem a ver com a outra", ripostou. "Porque é que eu não posso aderir, se tantas gajas boas já o fizeram?!", interroga-se.
À hora de fecho deste post, Madonna não estava disponível para comentar a notícia. No entanto, a sua representante acabou por revelar que a cantora se encontra em negociações com a Toys ‘R’ Us e Joanna Newsom para mais uma investida no mercado infantil, depois dos livros e da roupa para crianças.