domingo, outubro 24, 2004

PRÓXIMO ÁLBUM DE BJÖRK SERÁ TODO EM SOLUÇOS

O novo álbum de Björk já se encontra em preparação. O disco chamar-se-á "Larynx" e está a ser inteiramente concebido à base de soluços.
"Com o «Medulla» esgotei as possibilidades da minha voz enquanto instrumento", contou a pequena islandesa ao IM. "Agora interessa-me explorar formas de expressão mais cruas e primitivas".
Ao que parece, a ideia surgiu com um ataque de soluços que a cantora teve após beber um capilé demasiado depressa. "Não conseguia parar, foi maravilhoso. Apercebi-me de que o soluço é o último reduto de independência do meu aparelho vocal. É indomado e indomável. Fui a correr para o estúdio e já tenho material para um álbum, vários lados b e duas caixas retrospectivas dos últimos 15 dias da minha carreira".
"Larynx" terá uma sonoridade muito despojada e crua, praticamente sem produção. "só os Matmos a fungar e a arrotar aqui e ali".
O IM apurou que o novo álbum estará disponível apenas em meados do próximo ano. Antes disso sairão para o mercado uma edição especial de "Medulla", acompanhada de um cd bónus com todos os temas do álbum tocados de trás para a frente ("a ver se soa um bocadinho melhor assim"), dois DVDs ("Tutanno", um registo ao vivo, e "Costella", que a cantora já não se lembra bem o que é, "mas deve ser bom"), um pisa-papéis e um conjunto de panos de cozinha.
Entretanto, o IM quis saber o que se seguirá, após o abandono dos instrumentos em "Medulla" e da própria voz em "Larynx". "Vou continuar a explorar o potencial dos meus ruídos corporais", confidenciou Björk. "No outro dia, depois de comer uma feijoada à islandesa, fiquei com um desarranjo intestinal tão grande que fui a correr para o estúdio e já tenho material para três ou quatro DVDs."