segunda-feira, novembro 01, 2004

DEAD COMBO PROMOVEM SESSÃO ESPÍRITA

Numa manobra insólita no meio musical português, embora popular entre figuras internacionais como Robbie Krieger ou Brian May, o grupo de Tó Trips e Pedro Gonçalves irá utilizar o piso inferior da discoteca Incógnito, em Lisboa, para uma sessão espírita. O propósito da séance, segundo Trips, é evocar os espíritos de mitos como Miles Davis, Jimi Hendrix, Bon Scott, Dean Martin e António Variações. "Muitos fãs mostram-se preocupados comigo e com o Pedro. Tem a ver com o nome que escolhemos. Quando nos vêem a emborcar TGVs com absinto no Bairro, temem que estejamos a tentar cumprir a profecia do nome. Ao convidarmos estes vultos, que maltrataram os seus corpos durante anos, para tocar connosco, estaremos a demonstrar como os efeitos podem ser benéficos para a música de um conjunto", afirmou Trips, por entre goladas de bagaço da sua cartola. Rumores de que os Dead Combo terão já gravado material para 122 discos, a serem editados postumamente, não foram confirmados pela editora Transformadores ao IM. A sessão está prevista para a próxima Sexta-Feira. Os responsáveis do Incógnito, questionados sobre a possibilidade da vinda de tantas almas (literalmente) ao seu estabelecimento, disseram "Desde que lhes paguem as bebidas, fixe! Só à conta do Scott esvaziamos umas garrafitas!". Para evitar erros fatais, como a evocação imprevista das Mamonas Assassinas, os Dead Combo pedem aos fãs que evitem trajar quaisquer cores garridas, ou pensarem em algo mais animador que uma letra de Leonard Cohen.