segunda-feira, novembro 08, 2004

MONO¨CROMÁTICA DEDICA-SE À MÚSICA POP

Foi anunciado hoje que a editora de música electrónica e outras cenas altamente esquisitas Mono¨Cromática vai começar a lançar música pop.
O IM foi encontrar Pedro Leitão, 30 anos, fã de Ralph Nader e responsável pela editora, à saída de um comício do Bloco de Esquerda, e este explicou-nos o que se passava: "Estas merdas bué esquisitas têm de parar. Um gajo tenta editar a música que quer, mas isto não vende. É por isso que vou começar a lançar cenas mais comerciais, cenas assim tipo na linha do último do Fennesz ou o último dos Autechre. Eu sei que é um pouco demasiado mainstream, mas um gajo tem de ganhar a vida."
Relembre-se que a Mono¨Cromática lançou, há pouco tempo, uma netlabel, a Test Tube. Segundo as palavras de Leitão, na altura, "A Test Tube surge de uma necessidade de lançar música que nunca ninguém sóbrio alguma vez ouvirá. Aquele menino do Aphex Twin está fodido."
Não se sabe ainda se a Test Tube também lançará artistas pop na veia de Fennesz, mas calcula-se que não. Pedro Leitão não dispunha de mais tempo para falar. Ao que parece, tinha de ir ouvir o novo dos Pan Sonic até ao fim. "Só posso voltar a falar convosco daqui a 6 meses, é quanto dura o disco. Mas parece estar um pouco comercial, esta cena. Prefiro as cenas de uma netlabel finlandesa que descobri ontem. Andam a lançar a música mais interessante e inovadora dos últimos tempos. Não há melhor. E a cena boa é que não vendem discos. Toda a gente sabe que eu nunca comprarei um disco que venda mais de 10 exemplares. E aquelas editoras como a Warp e o catano só lançam música comercial. Aquela cena é mainstream para caraças. Estou farto."