quarta-feira, novembro 10, 2004

SÉRGIO GODINHO, JOSÉ MÁRIO BRANCO E FAUSTO SÃO MILITANTES DO PP

Foi descoberto hoje que Sérgio Godinho, José Mário Branco e Fausto, todos cantores de intervenção portugueses, são, de facto, militantes do CDS-PP. Até agora, acreditava-se que estes três cantores eram de esquerda, ou até mesmo comunistas. Porém, nunca tinham sido avistados com uma daquelas t-shirts com a estrela ou a cara do Che Guevara, nem nunca tinham sido apanhados a fumar ganzas à porta de um comício do Bloco de Esquerda, pelo que já há muito que se suspeitava que fossem militantes do CDS-PP.
A denúncia foi feita por Carlos Carvalhas, que recentemente se demitiu do seu posto de secretário-geral do PCP. Segundo este, "Os gajos estavam à porta da Kapital vestidos com uma camisa branca com os botões abertos, posta para dentro das calças pretas, ostentando um incomum bronze e saudáveis pêlos do peito. Tinham também as mangas desapertadas, com apenas uma dobra e um relógio prateado. Só podem ser fascistas." Quanto aos motivos que levaram Carlos Carvalhas a estar presente à porta da Kapital, não foram descortinados, este foi-se embora, dizendo que tinha de ir almoçar com um camarada.
O IM foi encontrar Sérgio Godinho à porta do Chapitô. Este deixou apenas uma pergunta retórica: "Estou à porta do Chapitô, acham mesmo que sou facho?" José Mário Branco não estava disponível, foi inventar uma manifestação para não-sei-onde. Fausto nunca esteve disponível na vida, porque é que havia de estar agora? Mas a sua editora, a Som Livre, já respondeu que "Fausto vai gravar uma versão qualquer do Zeca Afonso, das cenas mais desconhecidas, para provar a todos que é mesmo comuna."