terça-feira, abril 12, 2005

ARCADE FIRE NAS ESCOLAS PORTUGUESAS

Inspirado na capa que os Arcade Fire conseguiram na revista Time, o Primeiro-Ministro José Sócrates e a Ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues preparam-se para implantar como medida, a obrigatoriedade da disciplina The Arcade Fire nos manuais do 12º ano. Com esta medida, o PS espera reduzir o atraso de Portugal em relação à média europeia, tendo o PM dito ao IM "Por enquanto, estamos com um atraso de cerca de 20 anos. A rádio ainda toca Lionel Ritchie, John Mellencamp, e aquela cena do 'Dirty Dancing' como se tivessem saído ontem. Ao expormos os nossos jovens aos mais recentes aipes dos países desenvolvidos, é possível que, a curto/médio prazo, possamos chegar, sei lá, ao 'Baby One More Time'" O IM efectuou uma reportagem em algumas escolas do país, tendo constatado que 72% dos alunos aceitam a alteração do curriculum, por lhes dar a oportunidade de trazer para as aulas IPods com sets de DJ Vibe, disfarçados de MP3s de "Funeral". Uma comissão de técnicos nomeada pelo Ministério está reunida desde anteontem para criar o programa da disciplina. O prazo previsto para a conclusão era o dia de ontem, mas os trabalhos têm sido várias vezes interrompidos pela presença na rua do crítico do Expresso, João Lisboa, a tocar lados-B de Lloyd Cole no volume máximo das colunas de um Alfa Romeo tuning.