terça-feira, maio 10, 2005

ESTUDANTE HOSPITALIZADO POR COLEGAS

Um estudante da Faculdade de Medicina Veterinária, em Lisboa, deu hoje entrada no Hospital Santa Maria, com múltiplas escoriações, oito dentes partidos, fracturas múltiplas nas costelas, tíbias e bacia, e fragmentos de vidro no couro cabeludo. Sidónio Afonso, 19 anos, cometeu o erro de confessar a um grupo que conversava no bar da universidade, que "Queria muito ir à Queima, para ver o concerto dos...". Antes que Sidónio concluísse a frase, o grupo, estupefacto por ouvir alguém ter a coragem de dizer que ia à Queima não para se embebedar de shots marados e cerveja barata, começou a gritar, em uníssono "HEREGE!" e "CASTIGUEM O TRAIDOR!". Após uma rápida perseguição, Sidónio foi levado para uma rua estreita nas proximidades, e espancado durante largos minutos com tijolos enrolados em trajes académicos, e copos com cerveja choca! O grupo, auto-intitulado DEQO (Defensores do Espírito da Queima Ócaralho), promete o mesmo tratamento a todos aqueles que forem vistos a entoar sóbrio o refrão de qualquer música que não seja um single tocado repetidas vezes na rádio. Sidónio, embora incapacitado de falar, escreveu num papel fornecido pelo IM que está triste, mas espera recuperar a tempo de ir a Gaza no Verão.